Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Sou tantas e sou uma... Existo e sumo... Mergulho e retorno... Intensa, curiosa, aprendiz, crítica, sensível... Por vezes sábia. Vivendo na montanha-russa, em altos e baixos constantes... Metamorfose ambulante. Eu? "Contradigo a mim mesmo porque sou vasto" (Walt Whitman)

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Rifa-se um coração

RIFA-SE UM CORAÇÃO

'Rifa-se um coração quase novo. Um coração idealista. Um coração como
poucos. Rifa-se um coração que, na realidade, está um pouco usado, meio
calejado, muito machucado e que teima em alimentar sonhos e cultivar
ilusões. Um coração inconseqüente e precipitado, que diante de um sorriso
mais malicioso já está apaixonado. Rifa-se um coração que nunca aprende.
Um coração insensato que comanda o racional sendo louco o suficiente para
se apaixonar. Um furioso suicida que vive procurando relações e emoções
verdadeiras. Rifa-se um coração que insiste em cometer sempre os mesmos
erros. Esse coração que erra, briga, se expõe. Perde o juízo por completo
em nome de paixões. Sai do sério e, às vezes, revê suas posições
arrependido de palavras e gestos. Rifa-se um coração tão inocente que se
mostra sem armaduras e deixa louco o seu usuário. Rifa-se um coração, ou
mesmo troca-se por outro, que tenha um pouco mais de juízo.'

Clarice Lispector

2 comentários:

Guto disse...

Quanto é a rifa?! :-P

*s!

Fernando disse...

Muito rico o seu blog, assim como a autora!
Um beijo,
Fernando