Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Sou tantas e sou uma... Existo e sumo... Mergulho e retorno... Intensa, curiosa, aprendiz, crítica, sensível... Por vezes sábia. Vivendo na montanha-russa, em altos e baixos constantes... Metamorfose ambulante. Eu? "Contradigo a mim mesmo porque sou vasto" (Walt Whitman)

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

DEFICIENTE É...... ( de Renata Villela)

‘Deficiente’ é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive sem ter consciência de que é dono do seu destino.

“Louco” é quem não procura ser feliz com o que possui.

“Cego” é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria. E só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.

“Surdo” é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.

“Mudo” é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.

“Paralítico” é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.

“Diabético” é quem não consegue ser doce

“Anão” é quem não sabe deixar o amor crescer.

E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois ‘Miseráveis’ são todos que não conseguem falar com Deus.


Pessoal,

Me alertaram (obrigada, Giulia!) sobre a autoria deste belo texto e fui buscar maiores informações, descobrindo que NÃO É do Mário Quintana. De qualquer maneira, o texto é belíssimo! Leiam abaixo o que achei no site http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2005/12/341480.shtml


"Autoria Declarada
Prof. Renata Villela 27/12/2005 22:29

Entrei em contato com a Prof. Renata Villela que declarou a autoria do texto na mensagem abaixo:

"Há alguns meses recebi uma mensagem dizendo que estava circulando na internet o texto citado como sendo de autoria de Mário Quintana. Confesso que não dei muita importância e até mesmo me senti orgulhosa. Algum tempo depois o Senado Federal publicou o texto no folder de divulgação do Dia Nacional de Valorização da Pessoa com Deficiência. Aí fiquei preocupada e enviei uma mensagem para o senador Flávio Arns, autor do projeto, para esclarecer que o texto era de minha autoria. Não obtive resposta e continuei tocando a vida sem me preocupar com o fato. O texto foi escrito no final de 1990 quando estava me mudando para Minas Gerais. Não entendo como alguém pode atribuir algo tão amador ao grande Mário Quintana.

"De qualquer forma lhe agradeço e espero que continuem divulgando o texto, mas atribuindo a autoria a mim. Afinal em 1990 Mário Quintana ainda vivia, portanto nem psicografado o texto pode ter sido.

"Abçs e feliz ano novo!"

Infelizmente, parece que políticos continuam a tentar alavancar suas limitações solapando o direito original da autora e a memória do Poeta.

De um admirador do trabalho de ambos."

7 comentários:

Vera Vaz disse...

Oi Regina
Vera Vaz do Educafórum retribuindo a visita e agradecendo os comentários pertinentes que você coloca lá!e não se desculpe por falar demais!!!!!!! O nosso sonho e ver aqui lá cheio de opiniões discordantes ou não das nossas mas inteligentes e bem fundamentadas como as suas
Esperamos contar sempre com eles!
[]s
Vera

Giulia disse...

Belíssima mensagem, Regina! Resta saber se é do próprio Quintana, o campeão dos textos "falsos" na net, rsrs.

Imma disse...

Querida Amiga,

Obrigada por esse texto. Me lembrou de algumas coisas que estou esquecendo. Também estou como você num período profundo de reflexão e de crescimento. De reconstrução de minha personalidade e de minha vida. E as palavras dos amigos, sejam intencionais, ou não, ajudam muito neste momento que, como tudo na vida, vai passar...
Beijos,
Imma

libânia disse...

Minha querida, de fato é muito lindo seu texto.
Olha, no momento em que você o escreveu sentamente voê estava muito iluminada, os anjos estavam todos presentes.
Olha, espero que todos os anjos continuem sempre ao seu lado.
Beijos carinhosos no seu coração.
Libãnia

Regina Milone disse...

Cara Libânia,
O texto é mesmo belíssimo, mas não é meu. É de autoria da Profª Renata Villela, como expliquei abaixo do texto, na própria postagem.
Ela merece todos os elogios realmente!
Beijos,
Regina.

O Burro que chora disse...

Adorei o texto...
E vou um dia publicar no meu blog citando o seu cantinho como fonte...
Voltarei por aqui...
felicidades

Regina Milone disse...

Que bom que gostou!!!
Acho lindíssimo também e foi ótimo saber a verdadeira autoria, porque na net é muito comum não atribuírem textos aos seus autores reais.
Obrigada por citar meu cantinho no seu blog!
Seria ótimo ter mais pessoas pra trocar idéias por aqui!!!
Beijão...