Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Sou tantas e sou uma... Existo e sumo... Mergulho e retorno... Intensa, curiosa, aprendiz, crítica, sensível... Por vezes sábia. Vivendo na montanha-russa, em altos e baixos constantes... Metamorfose ambulante. Eu? "Contradigo a mim mesmo porque sou vasto" (Walt Whitman)

domingo, 3 de abril de 2011

Elizeth Cardoso - Naquela mesa



Elizeth Cardoso canta "Naquela mesa", música escrita por Sérgio Bittencourt em homenagem ao pai, Jacob do Bandolim.
Coloco aqui em homenagem ao meu pai, que partiu em 14 de março de 2011... Ele amava a Elizeth Cardoso, o Jacob do Bandolim, essa música...
É pra vc, pai! Com muito AMOR... 

 

Naquela Mesa

Elizeth Cardoso

Composição : Sergio Bittencourt
 
Naquela mesa ele sentava sempre
E me dizia sempre
O que é viver melhor
Naquela mesa ele contava histórias
Que hoje na memória
Eu guardo e sei de cor
Naquela mesa ele juntava gente
E contava contente
O que fez de manhã
E nos seus olhos era tanto brilho
Que mais que seu filho
Eu fiquei seu fã
Eu não sabia que doía tanto
Uma mesa num canto
Uma casa e um jardim
Se eu soubesse o quanto doi a vida
Essa dor tão doída
Não doía assim
Agora resta uma mesa na sala
E hoje ninguém mais fala
No seu bandolim
Naquela mesa tá faltando ele
E a saudade dele
Tá doendo em mim,
Naquela mesa tá faltanto ele
E a saudade dele
Tá doendo em mim.

2 comentários:

Julio Seidenthal disse...

Bravo!

Lu Oliveira disse...

Olá,
Bacana a postagem!
Abraços,
Lu Oliveira
www.luoliveiraoficial.com.br